III Seminário Internacional de Pensamento Crítico
 
11 - 13 de Outubro de 2017
 

Ponentes


 




--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



   Prof. Mario Carretero. Universidade Autónoma de Madrid (España)

Doutor em Psicologia pela Universidade Complutense de Madrid. É Professor de Psicologia Cognitiva da Universidade Autónoma de Madrid e investigador da FLACSO-Argentina. Completou a sua formação de doutoramento e pós-doutoramento na Espanha, no Canadá e nos Estados Unidos. É diretor do projeto de investigação na área da  psicologia cognitiva e de aprendizagem. É decano da Faculdade de Psicologia da Universidade Complutense de Madrid e Coordenador Projeto Alfa da União Europeia no construtivismo e educação. Recebeu uma bolsa Guggenheim e Scholarship Visitando o Centro Rockefeller de Estudos Latino-Americanos (Universidade de Harvard) para realizar investigações na área de ensino de ciências sociais e da história. É ainda autor de vários livros e artigos publicados em revistas e coletâneas, em Espanhol, Inglês e Português.

------------------------------------------------------------------



   Prof. Carlos Lomas. Instituto Nº 1 de Educación Secundaria de Gijón (España)

Doutor em Filologia e professor de Língua Espanhola e Literatura no Instituto No.1 em Gijón (Asturias). É coordenador da revista universitária Albora e diretor da revista educativa SIGNOS desde a sua criação em 1990 até ao seu desaparecimento (22 números); trabalha na seção de Cultura do jornal Astúrias e colabora em várias revistas culturais. Trabalha também como professor interino em vários outros institutos educacionais. Participou em diversos cursos de formação, seminários e questões relacionadas com a consultadoria nas áreas da linguística, semiótica e de educação e proporciona na formação dirigida e tutelada pelo Ministério da Educação e Ciência.


------------------------------------------------------------------



   Prof. Rigoberto Martínez. Instituto Latino-Americano de Pedagogía Critica (Mexico)


Formação: Doutor em Educação, Universidade de Tijuana, em 2005.

Experiência profissional: Membro do sistema de investigação de nível I, do Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia (CONACYT); membro do Conselho Mexicano de Pesquisa Educacional (COMIE); membro da Rede Mexicana de Investigadores em Pesquisa Educacional (REDMIIE). Na atualidade é diretor-geral do Instituto Latino-Americano de Pedagogia Crítica.

Publicações:

Educación, poder y resistencia, una mirada crítica al estilo de vida, 2005. 

El Estado del Conocimiento de la Investigación Educativa, su Epistemología y Métodos, 2010. 

Teoría Crítica de la investigación Educativa. El imaginario Político de una Definición Controvertida, 2011. 

Diagnóstico de la Investigación Educativa, 2012. 

Marx y el Problema de la Subsección de la Alienación, 2013.

Áreas de Investigação: Os fenómenos que formam as fronteiras da psicanálise, filosofia da ciência e da pedagogia crítica.


------------------------------------------------------------------




   Profª. Patricia Morales. Pontificia Universidade Católica do Perú (Perú)

Professor no Departamento de Ciências da Pontifícia Universidade Católica do Peru (PUCP). Atualmente é Diretora do Programa de Mestrado em Química da PUCP e membro do grupo de investigação "Pensamento Crítico e Pensamento Positivo", da Universidade de Salamanca, Espanha. Obteve o grau de Doutora em Ciências da Educação na Pontifícia Universidade Católica do Chile, em 2008 e o Bacharelado em Química da PUCP, em 1983. Nos últimos 15 anos o seu interesse na investigação foi orientado para a inovação educacional no ensino superior e o desenvolvimento de capacidades cognitivas e pensamento de ordem superior. Nessa linha trabalhou em ferramentas de avaliação do pensamento crítico e do desenvolvimento de estratégias para o desenvolvimento e avaliação dessas capacidades em estudantes universitários

------------------------------------------------------------------



   Profª. Guadalupe Moreno. Universidade de Guadalajara (México)

Começou sua formação como professora de escola do ensino básico e professor de matemática para o ensino secundário; mais tarde obteve Mestrado e Doutoramento em Educação. Trabalhou no Centro de Educação e Investigação Social desde a sua fundação até 2004. É investigadora na Universidade de Guadalajara, México, onde tem desempenhado as funções de Coordenadora do Doutoramento em Educação e coordenadora do Departamento de Estudos em Educação. Foi coordenadora de formação de professores do Ministério da Educação, Diretora Geral de Pós-Graduação e Investigação Educacional e colaboradora de várias equipas do Ministério da Educação. É membro do Sistema Nacional de Investigadores e do Conselho Mexicano de Investigação Educativa. Os seus interesses de investigação incluem a formação em investigação, formação de professores e ensino de matemática. Entre os seus trabalhos publicados estão mais de 100 artigos em revistas educacionais, 21 livros e 24 capítulos de livros, a maioria deles relacionados com a formação para a investigação e pós-graduação. Recebeu vários prêmios, como "Mulheres na Educação" e "excelência acadêmica e científica no campo das Ciências da Educação".

------------------------------------------------------------------



   Prof. Carlos Saiz. Universidade de Salamanca (España)

Doutor em Psicologia, tem duas décadas ensino e investigação sobre o pensamento crítico. Publicou inúmeros artigos em revistas e conferências internacionais e ministrou cursos em diferentes países. Desde há vários anos que é o coordenador Grupo de Investigação Reconhecido (GIR) da Universidade de Salamanca que tem como prioridades: o pensamento crítico e Psicologia Positiva,  a instrução ea avaliação no pensamento crítico. Fruto dos esforços deste grupo, desenvolveu um programa de pensamento crítico, ARDESOS-DIAPROVE, que foi testado e publicado. Dentro do mesmo grupo, também criou um teste de pensamento crítico, PENCRISAL. Esta ferramenta de avaliação foi validada em Castelhano e criou uma versão em Português do mesmo. O GIR tem uma web (www.pensamiento-critico.com), onde se podem encontrar recursos de diferentes tipos, cursos e atualizações sobre o pensamento crítico, bem como publicações e atividades do GIR.

------------------------------------------------------------------



   Prof. Óscar Tamayo. Universidade de Caldas (Colombia)

Mestrado em Biologia e Química da Universidade de Caldas. Mestrado em Educação e Desenvolvimento Social, CINDE-UPN. Mestrado em Ensino de Ciências Matemáticas e Naturais da Universidade de Barcelona. Doutor em Educação em Matemática e Ciências da Universidade de Barcelona. Pós-doutorado em narrativa e Ciências da Universidade de Santo Tomas Cordoba. As principais áreas de pesquisa em que trabalha são: formação e avaliação de conceitos científicos, modelos e modelagem no ensino de ciências, aprendendo e ensinando, linguagem e argumentação no ensino de ciências. Programa Professor PhD em Estudos Sociais, Infância e Juventude em CINDE-Universidade de Manizales; Educação e design e criação da Universidade de Caldas; Ciências Cognitivas da Universidade Autônoma de Manizales.

------------------------------------------------------------------



   Profª. Amparo Tusón. Universidade Autónoma de Barcelona (España)

Doutora em linguística e antropologia cultural (Universidade da Califórnia, Berkeley) e Filologia (Universidade de Barcelona), é Professor Emérito de Língua Espanhola (Espanhol Departamento de Filologia) da Universidade Autónoma de Barcelona. É professora na Faculdade de Educação e Faculdade de Artes. Começou sua investigação analisando as línguas (catalão-espanhol) e seus efeitos sobre a vida da sala de aula (este foi o tema de sua tese de doutoramento, realizada sob a orientação do Prof. JJ Gumperz). É especialista em pragmática e análise do discurso. Tem-se dedicado à formação inicial e contínua de Professores e o estudo dos processos de aprendizagem de espanhol como primeira língua e a partir de uma perspetiva discursiva. Especificamente, analisou os fenómenos relacionados com o desenvolvimento da competência discursiva oral em sala de aula, a partir de uma abordagem etnográfica. Faz parte do Grupo de Investigação Plurilingue Educació i Interacció (Greip) desde a sua criação. Publicou diversos artigos e livros entre os quais incluem análise de conversação; linguagem, competência comunicativa e ensino de línguas (com Carlos Lomas e Andrés Osoro); Coisas de dizer: Manual Análise do Discurso (com Helena Calsamiglia) e de ensino de línguas, de emancipação comunicativa e educação crítica. Aprender capacidades de comunicação na sala de aula (com Carlos Lomas). Também foi co-diretora da revista Textos Ensino de Língua e Literatura.

------------------------------------------------------------------



   Prof. Ángel Vázquez. Universidad de las Islas Baleares (España)

Experiencia en enseñanza de las ciencias y pensamiento crítico. Líder del Proyecto iberoamericano de Evaluación de Actitudes Relacionadas con la Ciencia la Tecnología y la Sociedad (PIEARCTS) 2007 – 2010, cuyo contenido está relacionado con los temas de filosofía, historia, y sociología de la ciencia, y relacionado con el desarrollo del pensamiento crítico en la educación científica de todos los niveles educativos.

Investigador principal durante el 2010 – 2013 de un proyecto internacional enfocado en la enseñanza y el aprendizaje de los temas de naturaleza de la ciencia y la tecnología, basado en desarrollar procesos de reflexión y de pensamiento crítico en los estudiantes, para lograr el aprendizaje. Desde el año 2016 trabaja en el equipo de investigación internacional iberoamericano con el proyecto titulado “Educación de las competencias científica, tecnológica y pensamiento crítico mediante la enseñanza de temas de naturaleza de ciencia y tecnología” Desarrolla a su vez, actividades específicas de enseñanza del pensamiento crítico, instrumentos de evaluación de pensamiento crítico y formación para el profesorado encargado de enseñar las secuencias de enseñanza aprendizaje, donde se engloban la enseñanza del pensamiento crítico junto con la enseñanza de los temas de naturaleza de ciencia y tecnología que requieren el pensamiento crítico para un correcto aprendizaje de la naturaleza de la ciencia y la tecnología.


-----------------------------------------------------------------------


 
 
III Seminário Internacional de Pensamento Crítico
 
© 2017 - III Seminário Internacional de Pensamento Crítico